A ORIGEM DO NOME TROMBETAS DE JERICÓ

Após três semanas de greve na PGR e com o corte de ponto efetivado pelo Secretário Geral do MPU, decidimos alterar nossa estratégia para algo que realmente incomodasse a administração.

Optamos pela então chamada "Hora da Cidadania": uma hora inteira de buzinaço em frente a PGR a cada dia, para que fossemos recebidos pelo Procurador Geral da República, que se recusava a ouvir os servidores.

As cornetas foram tão poderosas e fizeram tanto efeito que receberam o carinhoso apelido de "Trombetas de Jericó". Abaixo, o vídeo do primeiro dia em que as trombetas soaram e abalaram as estruturas da Procuradoria Geral da República. Mais adiante, a história original.



A conquista da cidade de Jericó, feita pelo povo de Israel conduzido por Josué quando os israelitas chegaram à Palestina, a Terra Prometida. A primeira cidade inimiga que encontraram foi Jericó, rodeada por muralhas altas e poderosas e com um valoroso exército. Os israelitas, pelo contrário, eram apenas um bando desorganizado de tribos e clãs que vinham a fugir da escravidão do Egito.

Nesse momento Deus falou a Josué e explicou-lhe a estratégia que deviam utilizar para vencer e destruir Jericó, exterminando todos os habitantes da cidade. Era um ritual estranho: durante 7 dias, marchariam em círculo à volta da cidade, com a Arca da Aliança; os sacerdotes iriam tocando as trombetas, enquanto o resto do povo acompanharia com um solene silêncio; dariam uma volta cada dia e voltariam para o acampamento . Esta batalha de Jericó aparece como um acontecimento militar chave para o povo de Israel, uma vez que lhe abriu as portas da conquista da Palestina.